Minha foto
Sou uma aprendente-ensinante*, aluna do cotidiano e de cada fantasia diária. Me alimento de sonhos me enroscando nas redes da razão que costuram possíveis caminhos encantados... *aprendente-ensinante termo de Alicia Fernández

domingo, 25 de julho de 2010

* Violência escolar





Bullying é uma forma de pressão social que acarreta, por vezes, traumas muito importantes na vida dos alunos que estão sujeitos diariamente a este tipo de maus-tratos.

O Bullying não é somente praticado pelos alunos, professores e direções também o cometem.
É preciso estarmos atentos as formas de nos aproximarmos de nossos alunos, os adjetivos que os classificamos, é necessário nos munirmos de mais afeto e mais compreensão na direção de nossos atos, fazendo valer nossa formação e nossas propostas.

Alicia Fernández nos traz bela diferenciação entre agressividade e agressão:

*Agressividade acontece a nível simbólico

*Agressão tem a ver com a situação real, o ato agressivo e não está mediatizado

Com a coerção, punição, medidas disciplinares não resolvemos o problema do ato agressivo. Pelo contrário, multiplicamo-os, fortalecemo-os e incentivamos a ser provocado mais adiante contra colegas/família e/ou Escola.

Muitos problemas de Aprendizagem Reativa encontra-se dentro deste contexto, da agressividade não canalizada, atuando como inibidor do pensamento, suprimindo a capacidade de aprender.

Vejamos a Agressividade como sinônimo de Criatividade.

É necessário que o adulto entenda, aceite e valorize que a criança necessita derrubar a torre de blocos de montar para que ela possa valorizar sua própria capacidade de construir suas torres de blocos. (Winnicott)

Alternativas para reflexão na compreensão da agressividade de nossos alunos:

• Espaços de aprendizagem onde a agressividade não seja mais necessária. Não é culpa do professor, ninguém é culpado. Devemos pensar em responsabilidade quando surgir a “culpa”. Sair da culpa é um ato responsável.

• Direcionar a agressividade para o desafio de Conhecer e à pulsão de domínio do objeto do conhecimento.


* qual é o contrário de agressivo? Passivo ou pacífico?


• “Não existem crianças agressivas assim como não existem crianças hiper-cinéticas, deficientes mentais, disléxicas, etc..se digo que uma criança é agressiva, esta agressividade se transforma em parte de sua identidade”

Quando digo que um aluno é agressivo, não estou dizendo que às vezes ou em algumas circunstâncias comete atos agressivos..

Devemos permitir que a criança entenda que ela cometeu um ato agressivo e não nos expressarmos: “como você é agressivo!”.
Ela precisa reconhecer que além de ter cometido um ato agressivo, ela não é totalmente má e que seu lado saudável existe.
Temos que buscar nela a agressividade sadia para que se estenda às suas possibilidades construtivas.


• Frente ao ato agressivo perguntar-se: Por que me incomoda esta agressão?”


“É uma forma de nos autorizarmos sujeitos pensantes quando, a cada situação, eu posso recorrer a minha capacidade de análise desta situação”

• Incluir-se em um espaço simbólico e perguntar-se “a quem ou a que agride essa criança? Ou “o agredido sente-se agredido?”
Muitas vezes , nos surpreendemos, pois o agredido sente-se reconhecido.

• Falar a sós com o agredido, primeiro, e depois com o agressor. Não perguntar: “Por que fizeste isto?” não é uma pergunta, é uma falsa pergunta, pois queremos dizer :” não devias ter feito isso”

Devemos partir de um lugar de reconhecimento que não sabemos a resposta
para validar a pergunta. Em psicopedagogia, chamamos de lugar de escuta.

“ Creio que “suportar a agressão” tem a ver com nossa própria agressividade; por em jogo nosso desejo hostil diferenciador para não cair na hostilidade. Se eu sinto hostilidade frente a um aluno que comete um ato agressivo, não vou poder encontrar em mim a possibilidade de diferenciar-me dele”



“Toda semente traz em si a promessa de muitas florestas, mas a semente não pode ser guardada, ela precisa doar sua intrínseca capacidade de gerar ao solo fértil”
Deepak Chopra



[*Tema levado para discussão a um grupo de professores em Reunião Pedagógica na minha Escola]

9 comentários:

Angela disse...

Vera,

as sementes que deixas aqui, são valores a serem lidos, buscados, recolhidos com seriedade...
é muito belo o trabalho que deixa de si em prol da vida de tantas crianças...
é esse o motivo que eu escolhi teu blog prá uma homenagem...

um grande abraço...

campo das letras disse...

bom dia, vera
deixei em meu canto , um presente para ti.
.
um mimo que recebi e q distribuo..
.
uma ótima semana!

campo das letras disse...

nao sei se meu coment foi antes
,
repito-o entao

deixei em meu canto, um mimo para ti, mimo esse que recebi e que passoa adiante.
.
uma ótima semana!

Henrique disse...

Um espaço bem melhor para colocar letras, pensamentos mais articulados, com muito mais espaço.rsrs
Maravilha aqui, Verinha!
Visita obrigatória!!!

Como vivo em paz ainda que não siga religiões, seitas, etc...
Acredito que o pensamento sem ser forçado, nem muito sonhado, apenas presente como se quer que ele se transforme em realidade, estou me realizando como um ser bem mais legal, dia após dia.
Estou sendo "presenteado" divinamente. Em Dezembro serei Papai.
Meu coração "amolecerá" totalmente. rsrs
Beijo, e parabéns por este espaço. Muito bom!

Anônimo disse...

Um lugar que eu adoro vir
O blog da Vera


Beijos
Gut
Radio Armazem
www.radioarmazem.com

Angela disse...

que lindo o que me deixou, Vera!

.

.

.

obrigada...

Rogger disse...

Ola ! Lisa*

Hj é um Dia muito especial
e gostaria de deixar registrado
meu carinho e admiração pela amiga
e tbm desejar Muitas e Muitas Felicidades por mais uma Primavera...

Que seus caminhos sejam sempre floridos repletos de Vitórias !

Fique com DEUS!
PARABÉNS !

Verinskia disse...

Rogger, a Lisa* agradece com o coração cheio de ternura as felicitações pelo seu dia!

que bom que deixaste aqui, tbm, palavras incentivadoras

sabes que Lisa aprecia tudo que é polticamente correto, né? rs*...mas como guria inteligente sabe percorrer caminhos alternativos (risos)

beijos

Luiza disse...

Gostei e te sigo...
Beijoooo